Além de eventos de negócios de importância internacional, como a Feira de Cantão, a China também possui uma das mais ricas culturas do planeta. As festas culturais chinesas são exemplos dessa rica cultura e, certamente, são atrações imperdíveis para os turistas que visitam o país e para todos aqueles que querem conhecer mais sobre a China. Nesse artigo falaremos sobre três das maiores festas culturais da China: o “Ano Novo Chinês”, a “Festa do Barco-Dragão” e o “Festival das Lanternas”.

 

festas culturais chinesas

 

Ano Novo Chinês, a mais famosa das festas culturais chinesas

No fim de janeiro e início de fevereiro, os chineses se preparam para uma das maiores festas do planeta e a comemoração mais importante para o povo chinês, cuja duração é de 15 dias: o Ano Novo Chinês. Isso porque a China segue o calendário lunar. Importantes tradições e superstições estão presentes nesse evento: os cidadãos seguem à risca e esse comprometimento é raramente encontrado por estrangeiros em outros lugares do mundo.

 

festas culturais chinesas

 

Um exemplo das tradições e superstições chinesas características do Ano Novo Chinês é a decorações nas cores vermelha e dourado, pois acredita-se que tais cores atraem alegria. Se no Brasil a superstição é usar branco, no Ano Novo Chinês a cor que deve ser usada é a vermelha, porque a cor simboliza transformação, movimento e vida. Além disso, os chineses costumam colocar frutas cítricas, como tangerinas e laranjas, que representam recomeço e sorte. Na véspera do Ano Novo, os chineses limpam e arrumam suas casas, fecham as contas, organizam as empresas e comércios para o próximo ano.

 

festas culturais chinesas

 

Outro elemento essencial da maior das festas culturais chinesas é a fartura na comida, e, caso o turista pense em passar o evento com budistas, é melhor preparar-se para uma refeição sem carne. Entretanto, há sempre aquelas comidas simbólicas como o jiǎozi (饺子), mais conhecido no Brasil como guioza (nome japonês), que representam prosperidade e bons desejos para o novo ano que se inicia. O jiǎozi é bastante consumido no Ano Novo Chinês porque tem o formato de um 元宝 yuánbǎo (ouro), que era o maior valor de dinheiro na China antiga. Outras comidas tradicionais desse evento são consumidas pelos chineses pela similaridade sonora com palavras relacionadas a prosperidade, como, por exemplo, o 发菜 fācài (um tipo de fungo, cuja sonoridade da palavra lembra a palavra 发财 fācái, que significa enriquecer) e o 蠔豉 háochǐ (marisco seco, cuja sonoridade lembra 好事 hǎoshì, que significa coisa boa, boa notícia).

 

festas culturais chinesas

 

Quanto as atividades culturais, nada mais típico dessa festa do que a entrega dos envelopes vermelhos (hong bao), nos quais são colocados dinheiro, como sinal de boa esperança, bem como as danças famosas, como a dança dos leões e a dança do dragão. Acredita-se que a dança do dragão traga prosperidade, sorte e renovação para o ano todo. Os chineses também têm a tradição de escrever seus desejos para o próximo ano com tinta preta em papeis vermelhos e pendurá-los na porta de entrada. Vale lembrar também a forte conexão do povo chinês com a astrologia chinesa; à cada ano é atribuído um dos animais da astrologia chinesa (rato, búfalo/boi, tigre, coelho, dragão, serpente/cobra, cavalo, carneiro/cabra, macaco, galo, cachorro/cão e o javali/porco).

 

festas culturais chinesas

 

Assim como em Copacabana, a nação chinesa também aderiu aos fogos de artifício como elementos dessa festa, os quais eram, anteriormente, utilizados para afastar espíritos malignos; ainda acredita-se que os fogos de artifício espantem os maus espíritos, as energias ruins e o azar. Dada a grandeza, fama e importância dessa festa chinesa, é possível encontrar eventos genéricos do Ano Novo Chinês em outras cidades do mundo, onde existem chineses e descendentes, como São Paulo e Nova York.

Em 2018, o Ano Novo Chinês cairá no dia 16 de fevereiro, em uma sexta-feira.

 

Festa das Lanternas: O fechamento da quinzena do Ano Novo Chinês

 

festas culturais chinesas

 

O Festival das Lanternas fecha as festividades do Ano Novo Chinês, depois de 15 dias de comemorações. Por isso, tal evento acontece todos os anos no décimo quinto dia do calendário lunar. Também uma das festas culturais chinesas mais importantes há mais de 2.000 anos, neste dia as ruas são decoradas, lanternas são penduradas, há fogos de artifício e performances por todo o país.

Segundo a história chinesa, o festival teve sua origem durante a Dinastia Han. Ao notar que alguns monges budistas acendiam lanternas nos templos no décimo quinto dia do ano lunar em respeito a Buda, o Imperador Ming, defensor do Budismo na China, ordenou que todos os templos e casas acendessem lanternas neste mesmo dia. O costume foi se espalhando e ganhando cada vez mais força e, até os dias de hoje, é uma tradição muito comum em todo país.

 

festas culturais chinesas

 

No entanto, como muitas coisas na China, esse festival também possui origens lendárias. Uma das lendas diz que a origem do festival está relacionada ao Imperador de Jade, uma das representações do primeiro deus da cultura chinesa. A garça do Imperador de Jade foi caçada e morta durante um voo na terra. Em fúria por seu pássaro, o Imperador planejou uma tempestade como vingança, mas sua filha avisou à todos. Por isso, um homem sábio de uma aldeia sugeriu que todos pendurassem e acendessem lanternas vermelhas em suas casas para enganar o Imperador, para que pensassem que a aldeia estivesse em chamas.

Como não poderia deixar de ser, o Festival das Lanternas também possui seus atrativos gastronômicos. O bolinho de arroz doce – Tangyuan – é o símbolo deste festival, pois representa a união da família. Ao anoitecer, inúmeras lanternas são acesas pelos cidadãos, com diferentes tamanhos, cores e formas. Para os chineses, tal ato simboliza a iluminação do futuro. Além de acender lanternas, as reuniões familiares, jogos enigmáticos e as danças tradicionais são elementos essenciais dessa data.

Em 2018, o Festival das Lanternas na China acontecerá no dia 2 de março.

 

Festa do Barco-Dragão: bebidas, pamonhas e muitos barcos

A Festa do Barco-Dragão, uma das festas culturais chinesas mais tradicionais e divertidas, acontece no quinto dia do quinto mês do calendário lunar. A festa, que é comemorada na China há mais de 2.000 anos, é repleta de lendas e figuras históricas chinesas e é também conhecida como Festa da Pamonha. Por isso mesmo, a gastronomia é um dos pontos altos dessa festa. A pamonha de arroz é a comida mais tradicional e pode ter diferentes formas, temperos e recheios. No entanto, tradicionalmente, a folha que envolve o arroz é tradicionalmente de bananeira.

 

festas culturais chinesas

 

A Festa do Barco-Dragão, mesmo com uma história de mais de 2.000 anos, foi consolidada como feriado nacional chinês apenas no ano de 2008. A festa possui tanta grandiosidade que é também comemorada em outros países asiáticos, como o Japão, Malásia, Singapura e Vietnã. Sua importância foi também reconhecida pela UNESCO em 2009, quando a Festa do Barco-Dragão foi alçada à Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

 

festas culturais chinesas

 

Quanto a história dessa data, trata-se da trajetória do grande e influente poeta chinês Qu Yuan (457 a 221 a.C.), cujo amor pela pátria oriental era muito conhecido; seus poemas exaltavam o sentimento de devoção e patriotismo por seu país. Por ser contra o governo que acabara de se estabelecer na nação – Reino de Qin -, Qu Yuan foi exilado e, ao saber que sua cidade natal – o Reino de Chu – fora invadida, jogou-se no Rio Miluo, afogando-se propositalmente no quinto dia do quinto mês lunar.

 

festas culturais chinesas

 

Por ser muito querido pela população local, os moradores se uniram e, em barcos, passaram a buscar o corpo do poeta no rio. Às margens, os cidadãos jogavam pamonhas de arroz para que os peixes não comessem o cadáver de Qu Yuan. Por isso o costume de comer pamonhas de arroz nessa festa. Ao remarem seus barcos em forma de dragão, os moradores batiam tambores para afugentar maus espíritos. Com toda essa divertida e rica tradição das festas culturais chinesas, é difícil não colocar a China como um dos melhores lugares para visitar.

Em 2018, a Festa do Barco-Dragão acontecerá entre os dias 16 e 18 de junho.

 

E aí, gostou de alguma das festas culturais chinesas? Se você planeja conhecê-las pessoalmente, a China Vistos pode te ajudar! Basta entrar em contato com a nossa empresa! Compartilhe conosco sua opinião nos comentários e não esqueça de compartilhar!

Gostou deste conteúdo? Continue conosco também no Facebook!

 

Por Leonardo Souza Silveira

Fontes: China na Minha Vida; China Link Trading; Terra; CRI online; Bifum; Embaixada da República Popular da China

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *