Viajar nestes novos tempos exige mais preparo e muito cuidado. Foi-se o tempo em que tudo o que você precisava para viajar era um passaporte. Desde o início da pandemia do covid-19, as exigências e regras para a entrada de estrangeiros têm mudado constantemente. Neste artigo você encontra as regras e exigências para a entrada nos 36 países que estão permitindo a entrada de brasileiros. 

Com informações de 04 de setembro, os países novos da listas são Honduras, Nicarágua, ArmÊncia e Zâmbia. Enquanto uns entram na lista, outros saem. Os que saíram recentemente foram Belize e Ucrânia. A incerteza em lidar com uma situação tão nova e delicada faz com que tudo mude a todo instante, então antes de viajar, pesquise!

 

Poucas exigências

Albânia: É obrigatório usar máscara em locais públicos.

Croácia: Deve-se apresentar uma razão válida para entrada (inclusive turismo, mediante comprovação de reserva). É necessário também preencher o formulário EnterCroatia. Os brasileiros são aceitos de acordo com o critério da companhia aérea, consulte-os antes de viajar!

Jamaica: As temperaturas são checadas na chegada e alguns podem ser submetidos testes para detectar o vírus.

Kosovo: Estrangeiros podem entrar sem restrições, apesar de ser recomendado um teste negativo emitido até 4 dias antes do embarque.

Macedônia do Norte: Exige apenas o uso de máscaras em locais fechados.

México: A única exigência é o uso de máscara de locais públicos. O país está realizando, inclusive, campanhas de incentivo para visitantes após o fim da quarentena.

República Dominicana: Os visitantes estão sujeitos a ter a temperatura checada ao chegar no país. Os que apresentarem sintomas ou temperatura acima de 38ºC serão testados e podem ser levados a quarentena ou tratamento. Além disso, é necessário preencher o formulário de Declaração de Saúde do Viajante.

São Vicente e Granadinas: Ocorre um teste na chegada e uma quarentena de 14 dias às próprias custas caso o resultado seja positivo.

Sérvia: Não é necessário visto e a única exigência é o uso de máscaras em locais públicos.

Tanzânia; Continua sendo necessário visto (como antes da pandemia) porém agora os visitantes devem preencher um formulário no avião.

Turcas e Caicos: Uso de máscara obrigatório em locais públicos.

Turquia: As temperaturas podem ser checadas na chegada.

Aeroporto de Istambul. Fonte: E Turbo News

Quarentena obrigatória

Andorra: Todos menos os europeus devem fazer quarentena de 15 dias ao entrar.

Armênia: Todos devem realizar quarentena de 14 dias ou apresentar teste negativo.

Equador: Teste negativo emitido até 10 dias antes da chegada e quarentena obrigatória de 14 dias

Haiti: As informações são incertas, existe uma possível quarentena de 14 dias ou apenas uma checagem de temperatura e preenchimento de formulário.

Irlanda: Todos são encaminhados para quarentena domiciliar por 14 dias.

Reino Unido: A quarentena de 14 dias é obrigatória e caso não seja feita, a multa é de até mil libras esterlinas (aprox. R$ 6.500,00)

Teste PCR 

Antígua e Barbuda: o teste deve ser emitido em até 48h antes da chegada no país. Uma outra alternativa é realizar uma quarentena e 14 dias ou fazer o teste por lá mesmo. O uso de máscara é obrigatório.

Bahamas: O teste negativo emitido até 10 dias antes, além de uma quarentena de 14 dias e o preenchimento do formulário Bahamas Health Visa Card.

Barbados: Visitantes provenientes de países com alto número de casos deve apresentar teste negativo dentro de 72 horas antes de viajar. Caso não ocorra, o teste será feito ao chegar no país e o visitante deverá permanecer em quarentena até o resultado.

Cuba: Assintomáticos não precisam de quarentena. Os testes são oferecidos gratuitamente na chegada ao aeroporto.

Dominica: Teste negativo feito entre 24 e 72 horas antes do embarque.

Dubai: Teste negativo feito em menos de 96 horas do embarque. Os testados positivos são isolados por 14 dias e devem bancar suas despesas. é necessário também seguro de saúde e estão sujeitos a testes na chegada.

O aeroporto de Dubai foi o primeiro a utilizar cães farejadores para detectar infectados pelo coronavírus.

Egito: Teste negativo com até 72 horas do embarque e o preenchimento do “Cartão de Saúde Pública” ao chegar. Além disso, é necessário o visto egípcio.

Honduras: Teste negativo emitido até 72 horas antes da chegada.

Líbano: Passageiros com alto número de casos devem apresentar testes negativos feitos até 72 horas antes do embarque. Uma alternativa é realizar o teste no aeroporto na chegada.

Maldivas: A partir de 10 de setembro será obrigatória a apresentação do teste negativo para covid feito até 72 horas antes da partida.

Nicarágua: Teste negativo feito em até 72 horas antes da chegada.

Polinésia Francesa: Teste obtido até 72 horas antes do embarque e seguro viagem para despesas médicas. A partir de quatro dias de sua chegada, os turistas estão sujeitos a testagem aleatória.

Quênia: Testes negativos emitidos até 7 dias antes da chegada.

Ruanda: Além do teste negativo feito em até 120 horas antes do embarque, os visitantes são testados novamente ao chegar.

Santa Lúcia: Teste negativo realizado em até 48 horas após o embarque. Uso de máscara é obrigatório e as temperaturas podem ser checadas ao entrar.

Zâmbia: Tete negativo emitido até 14 das antes do embarque.s

Teste negativo e pagamento de taxas

Bermudas: Teste negativo feito até 5 dias antes de viajar, preenchimento de formulário de autorização e US$ 75 de taxa. As temperaturas podem ser checadas. Além disso, os visitantes serão testados durante a estadia e as temperaturas devem ser medidas pelos visitantes e reportadas online duas vezes ao dia.

Camboja: Além do teste negativo obtido até 72 horas antes de viajar, é necessário um seguro de saúde valendo n mínimo 50 mil dólares e u depósito de 2 mil dólares caso sejam necessários cuidados médicos. Em caso de contaminado no mesmo voo, todos passageiros devem passar por uma quarentena de 14 dias.

 

Fonte: Melhores Destinos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *