Os orientais, em geral, são conhecidos por serem muito mais disciplinados nos estudos do que os ocidentais. Tanto na dedicação aos estudos quanto no rendimento, os chineses encaram a relevância do estudo na vida de uma maneira muito diferente dos brasileiros. Bibliotecas barulhentas, aulas extremamente pontuais e muita hierarquia e respeito são só algumas características que diferem a educação chinesa da nossa.

A criação dos pequeninos chineses já é diferente da dos brasileiros. Os avós são os protagonistas na criação das crianças, principalmente durante os 30 anos de lei do filho único, quando cuidar do único neto era questão de honra para os avós. Os pais usualmente se ausentam durante a infância dos filhos devido ao trabalho.

Na cultura chinesa a família tem gigantesca importância e honrá-la é princípio básico de comportamento.  Uma das formas mais comuns de honra sua família na China é estudando muito, tirando notas impecáveis. Os chineses são conhecidos mundialmente pela sua dedicação aos estudos. Conheça nesse artigo algumas diferenças do ensino chinês e brasileiro.

 

 

Disciplina

A disciplina das crianças nas escolas chega a causar espanto até para militares brasileiros. Os alunos são tão disciplinados que é difícil acreditar que aquele comportamento é real.

Educação x renda

A China nos mostra que a educação pode ser igualitária em todas as classes sociais. Províncias como Xangai, com renda per capita similar à brasileira, têm um rendimento escolar reconhecido mundialmente.

Limpeza e cuidado

As escolas chinesas são extremamente organizadas e limpas, sem nenhum tipo de improviso (como é comum em escolas brasileiras). Nas salas de aula encontram-se vassouras e pás e os alunos são os responsáveis pela limpeza da classe.

Quantidade de alunos

Como é de se imaginar de um país tão populoso, as escolas chinesas são mais lotadas do que as brasileiras. A quantidade total de alunos geralmente supera um mil. As bibliotecas das universidades costumam ser verdadeiros prédios, com vários andares e uma quantidade enorme de mesas para os estudantes. A demanda por mesas é grande, e normalmente sua mesa será sua até o final da graduação. Os graduandos costumam acumular essas mesas com todo tipo de objeto, pois é um lugar onde passam a maior parte do tempo. É comum encontrar objetos como ursos de pelúcia, almofadas, canecas, etc.

 

 

Presença

Os chineses não gostam de perder tempo, muito menos fazendo chamada durante as aulas. E nem é necessário, os alunos raramente faltam.

Dedicação

A concorrência para as universidades chinesas são muito grandes. Ou seja, além de manter boas otas para honrar sua família durante a infância, elas são extremamente necessárias para ingressar em uma boa faculdade. Em certa ocasião, presenciei alunos estudando sob a luz de postes na Universidade de Hubei, já que as luzes do dormitório estudantil se apagam durante a noite e alguns alunos querem continuar estudando. Uma colega chinesa chegou a me contar sobre uma ocasião em que ela e suas amigas passaram a noite em um hotel pois tinham uma prova muito difícil no dia seguinte e precisavam virar a noite estudando.

 

Estudantes fazendo simulado para entrada em faculdade de artes, em Wuhan.

 

Por Mariana Madrigali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *