O Halloween surgiu com uma festa pagã, do povo celta, que comemorava o fim do verão e também os mortos, a chamada “Samhain”. Desde essa época, diferentes religiões tomaram conta dos continentes (catolicismo na Europa e budismo na Ásia), mas essa tradição não foi perdida. O Halloween foi se adaptando e hoje é comemorado massivamente nos Estados Unidos, Canadá e grande parte da Europa. Com a globalização, essa comemoração foi se espalhando para outros lugares e hoje vemos várias festas de Halloween pelo Brasil e outros países da América durante o fim de Outubro.

 

Hoje vamos descobrir o que acontece do outro lado do mundo durante essas comemorações. Será que os chineses, mesmo com uma cultura e um calendário totalmente diferentes, comemoram o Halloween?

 

Halloween chinês

Antes de tudo é importante pontuar que a China é um país de imenso território, logo as práticas variam conforme a região. De maneira geral, podemos dizer que,a tradição do Halloween foi incorporada à cultura chinesa assim como outras grandes comemorações ocidentais como o Natal e a Páscoa. Os jovens chineses de grandes cidades costumam comemorar a noite de Halloween em festas à fantasia, só por diversão. A tradição das fantasias é mantida, mas com menos abóboras e sem fazer “doces ou travessuras”.

 

Nas áreas mais residenciais, é comum que as crianças de fantasiem, mas não costumam haver abóboras (as famosas lanternas). E é claro que as escolas internacionais incentivam a comemoração do Halloween como forma de imersão cultural. Os parques temáticos da cidade de Hong Kong (Ocean Park e Disneyland) sediaram noites temáticas de terror para o Halloween, a Ocean Park Halloween Fest. Nas cidades do interior a comemoração passa batido pela maioria da população, que se mantém mais tradicional.

 

Ocean Park Halloween Fest em Hong Kong.

As grandes festas ocidentais têm se popularizado na China, em grande parte, devido aos comerciantes locais que incentivam as comemorações pelo aumento do lucro. Outras comemorações como o Valentine’s Day e o Ano novo solar também foram incorporados. As redes sociais não tiveram muito papel nessa popularização, uma vez que a maioria das redes sociais ocidentais (como Instagram e Facebook) são proibidas na internet chinesa.

 

 

Por Mariana Madrigali

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *