Xangai começou sendo uma cidadezinha sustentada pelo produção têxtil e pesca. Com o Tratado de Nanquim em 1842, se tornou uma das cidades chinesas abertas ao comércio internacional (o que só ocorreu para o resto do país em 1976). Somados esse fator à localização geográfica privilegiada de Xangai (bem no litoral, favorecendo o comércio marítimo), a cidade tinha tudo para ser o que é hoje: a maior região metropolitana do mundo.  Com 24 milhões de habitantes, Xangai carrega o título de ser a maior cidade do país mais populoso do mundo, a China.

Cada vez mais brasileiros passam a viver na China para trabalhar, estudar e buscar melhores oportunidades. Xangai é um dos principais destinos destes brasileiros e da maioria dos estrangeiros que vão morar na China. Viajar até um país tão distante exige um bom preparamento para não haver imprevistos. Se você já conhece a China mas não conhece Xangai, prepare-se para uma experiência totalmente diferente. A cidade de clima cosmopolitano tem seu próprio dialeto e traços culturais, como sua ópera.

Praça do Povo, em Xangai.

 

Como se preparar para conhecer Xangai?

Xangai é uma cidade gigantesca (no ranking mundial ocupa o 7º lugar) e são pequenas as chances de você ficar sem nada para fazer lá. Para um melhor aproveitamento, faça um planejamento detalhado da sua viagem, marcando os pontos que deseja ir e suas respectivas informações. Para te ajudar, no próximo tópico falamos sobre alguns destinos imperdíveis em Xangai.

Cuide das documentações necessárias para entrar na China, como o passaporte e o visto chinês. O processo de emissão do visto chinês não é complicado por si só mas a barreira da linguagem pode ser um problema, sendo assim indicado contatar uma assessoria.

Uma parte crucial da preparação para viajar para qualquer região da China é sempre ter os locais que deseja ir escritos em mandarim para mostrar ao taxista. Para o seu primeiro trajeto de táxi na China isso se torna ainda mais essencial. Não se esqueça de levar consigo o endereço de seu hotel escrito em mandarim, para que não haja nenhum erro de comunicação entre você e o taxista.

A nova Opera House de Xangai.

Dicas para aproveitar a viagem

Antes de tudo, existem algumas regras gerais para qualquer brasileiro viajando para a China. Tenha sempre lencinhos de papel consigo (é raro encontrar papéis higiênicos nos banheiros). Quando for comprar alguma coisa, pechinche bastante. Beba apenas água vinda de garrafas ou bebedouros, nunca diretamente da torneira.

Em especial em Xangai, se atente aos dois lados da rua na hora de atravessar qualquer rua ou avenida. O trânsito chinês tende a ser caótico em qualquer lugar e isto é ainda mais evidente em uma megacidade. Não se engane pela plena segurança de andar nas ruas da China despreocupado: em cidades que recebem bastante turistas (Xangai, Taiwan, Hong Kong, Pequim, etc) é comum chineses tentarem aplicar golpes. Para evitar cair em um golpe de turista, fique atento à pessoas estranhas que aparentem ser amigáveis demais.

Evite visitar a China durante o Ano Novo chinês, que é conhecido como a maior migração humana da história tamanho o movimento dos chineses neste feriado. Evite também viajar durante a primeira semana de outubro, que é um feriado nacional em comemoração ao Dia da China, a Golden Week.

 

Locais imperdíveis para visitar

Antes de começarmos a falar sobre os lugares mais interessantes para visitar em Xangai, é importante pontuarmos que a cidade tem diversos componentes da antiguidade e também da época moderna, tendo atrações para todos os gostos.

Primeiramente, vamos falar sobre o Bund. Esse é um local de passeio à beira do rio Huangpu que proporciona uma vista linda de Pudong (o distrito de negócios e arranha-céus). O local era conhecido como a Wall Street do Oriente, possuindo inclusive seu próprio touro.

Para os fãs de tecnologia: uma viagem pelo único trem de levitação magnética que faz viagens comerciais. O Trem Maglev atinge até 431km/h  e vai do Aeroporto Internacional de Pudong para a Estação Longyang Road, em Pudong. O Pudong, o distrito onde os negócios acontecem, é também um passeio inesquecível pelo mundo futurista de Shanghai.

O Pudong, representado na foto acima, é o distrito de Xangai onde se encontram a maioria dos arranha-céus e prédios futuristas. O mais fotografado deles (você já deve ter notado) é esse com duas bolas em seu comprimento. Esse edifício chama-se Torre de Televisão de Xangai, mas é mais conhecida como a Pérola do Oriente. Apesar de alto e com design ousado, o prédio é antigo e foi construído em 1995. Em seu topo, os turistas podem aproveitar uma vista 360º da cidade a 263 metros de altura.

E aí leitor, você viajaria para Xangai?

 

 

Por Mariana Madrigali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *