História e Tradição

A escrita chinesa é traço fundamental da cultura desse país. Na série de TV “Marco Polo”, por exemplo, é mostrado os chineses falando basicamente o mesmo mandarim de atualmente, o que mostra como o idioma esteve presente em todos os momentos da história da China. O conhecimento da escrita em mandarim sempre foi um traço dos chineses mais eruditos e cultos, sendo muito valorizado pelos imperadores, até mesmo em suas concubinas. Aquelas com conhecimento de poesias e escrita eram mais valorizadas pelo imperador dentro da cidade proibida.

A língua com maior número de falantes do mundo possui variações (dialetos) espalhados no gigante território chinês que abriga mais de 50 etnias. Existem regiões da China como Tibete e outras minorias étnicas que ainda preservam seus dialetos originais (como o tibetano), mas o idioma falado pela maioria dos chineses continua sendo o mandarim.

Nos dias de hoje é possível ver nas ruas e parques da China, com frequência, pessoas escrevendo caracteres com grandes pincéis embebidos em água. A prática da escrita dos ideogramas é considerada um hobby relaxante para os chineses. Leia nesse post conceitos básicos sobre esse idioma tão estranho aos olhos ocidentais.

 

Ideogramas

Os ideogramas são milenares e a maioria deles é a representação em desenho de seu significado. O ideograma para pessoa representa uma pessoa andando, enquanto o ideograma para montanha se assemelha a uma. Os ideogramas mudaram um pouco ao longo dos anos para que se tornasse mais simples, até chegarmos aos ideogramas que temos hoje.

Existem mais de 80.000 caracteres (hanzis) conhecidos, mas os normalmente utilizados totalizam 7.000.

Traços fundamentais

Cada um dos caracteres do mandarim são formados a partir de 8 traços fundamentais, cujas direções tradicionais são precisas. As direções que o pincel do escritor deve fazer estão especificadas na imagem abaixo. Cada traço fundamental tem um nome e juntamente com outros, forma um hanzi, que tem um significado. Veja nas imagens:

Traços fundamentais da escrita chinesa.
Traços fundamentais formando o carácter para “água”.

Além dos caracteres com significados, existem também as palavras classificadoras que são usadas antes de determinados hanzis. Essas palavras classificados agrupam palavras de acordo com algum critério.

 

Língua Tonal

O mandarim é um idioma tonal. O que significa que suas palavras dependem do tom utilizado na fala (na leitura dos caracteres). Um único hanzi pode ter diversos significados e maneiras de ler, de acordo com o contexto. As palavras camarão, sapato e berinjela, por exemplo, têm uma pronúncia muito parecida e caso não se acerte o tom das “sílabas”, a palavra será confundida.

 

Homem lendo jornal escrito em mandarim.

 

 

Por Mariana Madrigali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *