A China é conhecida como o país do chá. Desde seu consumo milenar à sua cultura de preparo, o chá chinês é repleto de processos ritualísticos que são seguidos a risca pelos chineses mais tradicionais. As casas de chá se espalham pelas províncias de todo o país, vendendo ervas utilizadas pela medicina chinesa. As visitas às casas de chá são experiência exóticas e inesquecíveis.

Tradição

O consumo dessa bebida quente e tão benéfica para a saúde é uma tradição milenar chinesa, datando da dinastia Tang. O produto foi crucial nos primeiros contatos que os chineses estabeleceram com os portugueses (daí nossa palavra em português, “chá”), ingleses, espanhóis e outras civilizações além da Ásia.

chá
Chá amarelo.

Benefícios

O tratamento de algum sintoma com o chá é feito de maneira lenta e habitual. Para que o chá possa atuar plenamente no corpo é necessário toma-lo em média três vezes ao dia (dependendo do tipo de chá e do efeito desejado). Existem chás tradicionais (encontrados em Casas de Chá chinesas) que tem efeitos poderosos mesmo com uma única xícara. Estes podem ter efeitos de todos os tipos: calmantes, ansiolíticos, antioxidantes, aceleradores de metabolismo, analgésicos, anti-inflamatórios, queda da pressão arterial, diminuição da acidez estomacal, entre outros. A mesma erva pode servir para fazer diversos chás com níveis de fermentação diferentes. Os chás chineses podem ser classificados de acordo com seu tipo de fermentação.

Tipos de chá

– Chá verde: o menos fermentado e mais puro de todos, é famoso pelo efeito digestivo e auxílio no emagrecimento.

– Oolong (ou Chá Azul): contém vitaminas A, B, C, E e K, tem baixos níveis de cafeína, auxilia o tratamento da eczema e previne o câncer de pele.

– Chá Preto: contém cafeína, acelera o metabolismo e queima gorduras.

– Chá Amarelo: tem efeito antioxidante e também auxilia no emagrecimento, diminuindo a retenção de líquidos.

– Chá Vermelho: seu efeito digestivo auxilia o fortalecimento dos ossos e diminui reações alérgicas.

– Chá Branco: seu teor de cafeína acelera o metabolismo, alivia o estresse, combate a retenção de líquidos, vírus, bactérias e tem efeito vasodilatador que controla a pressão arterial.

chá
Chá Amarelo. 

Preparação

Todos sabem como preparar um simples chá, mas o modo de preparo chinês tem algumas particularidades. Primeiramente, não se deve fazer chá com erva seca, é preciso lavá-la com água quente para que o sabor e aroma se intensifiquem. Para esse procedimento, a bandeja tradicional do chá chinês contém um recipiente embaixo que recolhe essa água da lavagem. O copo, ou xícara, utilizado normalmente, contém uma tampa e uma peneira embutida (aonde é colocada a erva).  Uma outra diferença é o modo de beber: os chineses bebem o chá lentamente e não com pressa como os ocidentais. Os locais públicos costumam ter água quente disponível em seus bebedouros. O que pode parecer estranho aos ocidentais, é extremamente valorizado pelos chineses.

chá
Mesa de chá.

Kombuchá

Essa bebida probiótica, que se tornou muito conhecido no Ocidente nos últimos anos,  é uma poderosa aliada para quem busca melhorar sua saúde e bem estar. Esse chá é fermentado com mais de 30 tipos de leveduras e bactérias, cujo cultivo os chineses dominam há mais de cinco mil anos. O kombucha pode ser feito de diversas maneiras (com várias combinações e sabores) e é fonte de minerais, antioxidantes e vitaminas B e K. O intestino humano é muito beneficiado com o consumo dessa bebida que auxilia na eliminação de toxinas, controle do colesterol e combate das infecções intestinais.

 

Por Mariana Madrigali              

Fontes: China na minha vida, Natural da Terra. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *