Depois da Xiaomi inaugurar uma loja no Shopping Ibirapuera, em São Paulo, é hora da AliExpress inaugurar sua primeira loja física. O objetivo é aumentar a segurança dos consumidores brasileiros nas compras de produtos chineses.

 

 

Experiência

A loja física experimental da AliExpress (também chamada de projeto-piloto)foi inaugurada no Shopping Mueller. A expectativa é que a loja fique aberta por 30 dias para que a experiência seja avaliada pela companhia. Esse estilo de loja que ficam abertas por pouco tempo é chamado de “pop-up”, em referência aos anúncios rápidos que vemos quando navegamos na internet. Além da inovação com um “prazo de validade”, a loja não terá, de fato, produtos expostos. Funcionará com uma prateleira digital exibida em um painel com cerca de 30m de comprimento, onde os consumidores poderão escanear os QR Codes com seus smartphones para realizar seus pagamentos. Depois, é só aguardar o produto chegar a sua casa via Correios.

 

Os únicos produtos expostos fisicamente na loja são celulares Xiaomi. A loja é mais um showroom do que uma loja, na verdade. A empresa de pagamentos Ebanx (operadora de marcas como o Spotify, Airbnb e muitas outras) realizou uma parceria com a AliExpress para que a experiência acontecesse. A loja tem em sua fachada “Shopping Experience”, ou seja, experiência de compras.

 

Aparelhos Xiaomi expostos na loja da AliExpress em Curitiba.

 

 

Franquia chinesa

A gigantesca companhia pertence ao grupo chinês Alibaba, e é o maior site de comércio eletrônico (e-commerce) do mundo. O site foi responsável por espalhar ainda mais os produtos chineses pelo mundo. Além dos ótimos preços, a qualidade dos produtos só aumenta a cada dia. O site ficou conhecido no Brasil por vender todos os tipos de produtos, com uma variedade enorme de preços.

 

Por Mariana Madrigali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *