Está a fim de conhecer um local diferente, exótico, tradicional e até místico? Gosta da cultura budista? Então um destino adequado para você é Gansu. Fuja dos padrões e visite uma das províncias menos conhecidas e mais interessantes da China.

 

gansu
Mosteiro de Labrang representa a província

 

Sobre a província de Gansu

Gansu ou Kansu (甘肃 ou 甘肅) é uma província da República Popular da China. Tem uma área de aproximadamente 454.000 km² e uma população de aproximadamente 26 milhões de habitantes. A capital de Gansu é Lanzhou. A população é constituída majoritariamente por habitantes de etnia Han (91%), existindo apenas 9% de outras etnias minoritárias no local.

Gansu pode parecer selvagem e remota em comparação a Pequim, Xangai, Guilin, mas tem muitos interesses históricos. Com o aumento de voos e trens, há mais e mais visitantes atraídos pela beleza espetacular de Gansu. As Grutas Mogao de Dunhuang mantêm a melhor arte budista de esculturas, pinturas, murais, etc. Muitos destaques da antiga Rota da Seda estão reunidos em Gansu, desde o maior Buda adormecido, em Zhangye, até o tesouro budista Bingling Si. Tianshui, um dos locais de nascimento da civilização chinesa, o qual tem outro grande grupo budista – Maijishan. No oeste extremo há a esplêndida passagem de Jiayuguan, que é o fim simbólico da Grande Muralha da China. No sul de Gansu há o fascinante centro budista da região tibetana de Amdo – Mosteiro Labrang.

Conheça abaixo alguns pontos turísticos desta província tão interessante e repleta de valor histórico!

 

Qual é o clima de Gansu?

 

gansu
O clima de Gansu é representado por esta imagem

 

É importante que os turistas estejam familiarizados com o clima local. A temperatura média anual é de cerca de 0º C a 15º C. A temperatura mais baixa ocorre em janeiro e é aproximadamente -14º C a 3º C e a temperatura mais alta é em julho entre 22º C e 25º C. A precipitação média anual é de 30 a 860 milímetros (1,18 a 33,86 polegadas). Com muita chuva, você deverá levar um guarda-chuva junto com você para o passeio. No entanto, apesar do clima inconstante, a sua visita turística de maio a outubro será ininterrupta!

 

Grutas de Mogao

As Grutas de Mogao, também chamadas de “Cavernas dos Mil Budas”, são consideradas “a descoberta mais valiosa do século XX”. São conhecidas como o “Louvre do Oriente”, que é excelente por suas pinturas murais requintadas, além de estátuas. Há atualmente 492 grutas, em que cerca de 45.000 metros quadrados de pinturas murais e 2100 estátuas coloridas foram preservadas muito bem. É o maior conjunto de arte budista do mundo.

A história das Grutas de Mogao pode remeter ao período dos “cinco hú”, que durou do ano 304 até o 439. As Grutas de Mogao foram construídas pela dinastia Qin (que foi estabelecida e encerrada antes de Cristo), e as dinastias subsequentes reconstruíram e ampliaram o escopo ano a ano. Nas esplêndidas cavernas, você aprenderá muito sobre a evolução da história da China.

Nos tempos modernos, a Caverna das Escrituras Budistas foi acidentalmente descoberta e as Grutas de Mogao atraem a atenção de todo o mundo. Consideradas pelos peritos como uma “Enciclopédia da Idade Média” (séculos IV a IX), foram incluídas na lista de Patrimônios Mundiais pela Unesco em 1987.

Confira algumas das artes disponíveis nas Grutas de Mogao:

 

gansu
O velho Buda dormente gigante
gansu
Mais pinturas tradicionais budistas
gansu
Esculturas milenares estão disponíveis no local

 

Mosteiro Labrang

 

gansu
Visão do mosteiro Labrang à distância

 

Construído em 1709, o mosteiro Labrang é de longe o maior e mais influente mosteiro da região tibetana de Amdo, também classificado como um dos “Seis Maiores Mosteiros da Escola Gelug”. Está localizado na cidade ocidental de Labuleng.

Labrang é chamado de Universidade Tibetana Mundial, porque estabeleceu um sistema completo de estudo do budismo. Há seis academias ensinando diferentes teorias do Budismo Esotérico e Budismo Exotérico, também medicina, astronomia, etc. Demora cerca de quinze anos para completar alguns dos estudos. O Mosteiro Labrang tem agora o maior número de monges fora da Região Autônoma do Tibet. Você tem a chance de observar sua vida diária e estudar.

 

Montanhas coloridas de Zhangye

 

gansu
Um dos destinos mais exóticos do local

 

Outro aspecto marcante da província, que envolve seus pontos turísticos, são os desertos. Em particular, as montanhas únicas de Zhangye chamam a atenção do mundo graças ao seu aspecto colorido, determinado por suas formações.

O Parque Geológico Zhangye Danxia recebe cada vez mais turistas. Os desenhos nas montanhas foram sendo criados durante 24 milhões de anos. Elas parecem ter sido pintadas à mão, mas são obra de milhões de anos de ação geológica. Esse tipo de geomorfologia única, encontrada apenas na China, consiste em formações de arenito e outros depósitos minerais que foram se acumulando por mais de 24 milhões de anos. O movimento da crosta terrestre, junto aos fatores externos, como vento e chuva, foram criando camadas de diferentes cores, texturas, tamanhos e padrões.

É fundamental, entretanto, visitar as montanhas durante o outono chinês! Visite mais ou menos em outubro, perto da data do Festival da Lua, pois assim você evitará possíveis desconfortos. Por se tratar de um local desértico, nós ocidentais não estamos habituados ao clima.

 

Incrível, não? Além de ser uma referência aos interessados pelo budismo e pela cultura tibetana presente na China, a província de Gansu é repleta de desertos! Se quiser conhecer de perto, entre em contato com a gente da China Vistos e obtenha seu visto já!

Gostou deste conteúdo? Continue conosco também no Facebook!

 

Por Rafael Queiroz

Fontes: Top China Travel; China Discovery; G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *