O presidente do Brasil irá participar pela primeira vez do encontro de países chamado G20. Também irá encontrar, pela primeira vez, o presidente chinês Xi Jinping. Brasil e China têm tido uma relação comercial sólida na última década, tornando esse primeiro encontro entre os presidentes muito importante para a economia brasileira. Bolsonaro pretende ter reuniões paralelas com Macron (presidente da França), Trump, Narendra Modi (ministro da índia) e Xi Jinping. O objetivo do governo brasileiro é causar boa impressão no evento para que a confiança internacional no Brasil seja recuperada.

 

Bolsonaro já está em Osaka, no Japão, para a cúpula do G20.

 

G20

G20 reúne os países das 20 maiores economias do mundo e é composto por: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido e Rússia. Países emergentes: África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, China, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, México e Turquia. O encontro de 2019 ocorrer em Osaka, no Japão, durante os dias 28 e 29 de junho.

 

A Cúpula

O presidente do Brasil irá encontrar um cenário difícil e tenso na sua primeira cúpula. Além de reuniões com temas de extrema relevância para a política externa brasileira, o presidente não terá a companhia de dois de seus ministros. Ernesto Araújo e Paulo Guedes não irão comparecer à Cúpula. Bolsonaro vai ao Japão acompanhado pelo seu vide, Hamilton Mourão.

 

 

Após tecer críticas ao governo e à economia chinesa durante sua campanha eleitoral, o presidente tem como objetivo fazer com que a China compre mais produtos de alto valor do Brasil. O presidente Xi Jinping tem como tema principal da discussão a operação da tecnologia 5G no Brasil, através da Huawei.

Durante a Cúpula é espero uma conclusão do acordo entre União Europeia e Mercosul, o que é muito aguardado. Neste sábado , Bolsonaro também irá se encontrar com o príncipe saudita, Mohammed bin Salman, para uma reunião bilateral. A polêmica desse encontro  vem do fato do príncipe ser suspeito pela morte de um jornalista em outubro de 2018.

 

Por Mariana Madrigali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *