Com o fim do Festival do Meio de Outono e o passar do Dia Nacional da China, todos os feriados nacionais acabaram. Agora, o melhor a fazer é aproveitar os últimos dias do outono chinês, reconhecer o iminente início de inverno e escolher o local ideal para ficar na China. Então, é bom se apressar, pois as melhores estações para visitar a China são a primavera e o outono. Levando em conta que as três cidades mais importantes da República Popular da China são Pequim, Xangai e Cantão (ou Beijing, Shanghai e Guangzhou), certamente, você, turista e amante da China, vai buscar se instalar em uma dessas três cidades, caso não esteja em busca de algum destino mais exótico. Veja abaixo o que fazer nessas cidades durante o outono chinês.

 

outuno chinês
Outono e agitação em Pequim

 

Feira de Cantão está acontecendo em pleno outono chinês

Devido à presente data, o primeiro destino turístico do outono chinês que deve ser citado é Cantão – a terceira maior cidade do país. Há um motivo determinante e imediato para querer visitar Cantão agora mesmo: está ocorrendo, agora mesmo, desde 15 de outubro, a 122ª Edição da Feira de Cantão (a Edição de Outono 2017, sendo que a primeira do ano, de primavera, já passou). Então aproveite! Esse é, sem dúvida, o maior motivo para ir a Cantão durante o outono chinês, principalmente porque a feira dura 21 dias e é dividida em três fases.

Trata-se da maior feira multissetorial do mundo. O evento é organizado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China, pelo Governo Popular da Província de Guangdong e pelo Centro de Comércio Exterior da China. É considerada o evento de comércio internacional de escala global com a mais longa história, a maior escala, a mais completa variedade de exibições, o maior número de compradores e concentra o maior volume de negócios na China.

A feira, portanto, não só tem atrativos para o público geral, que se impressiona com tamanha variedade oferecida durante o evento, mas também serve como atrativo para os setores de empreendedorismo do mundo inteiro. É um evento internacional. Isso se comprova pelo fato de a feira contar com uma grande rede de parceiros estrangeiros de cooperação: 45 na Ásia, 32 na Europa, 21 na América (2 no Brasil), 5 na África e 6 na Oceania.

 

outono chinês
A 122ª edição da maior feira multissetorial do mundo acontece atualmente, durante o outono chinês

 

Cada parte engloba grupos de segmentos distintos de exposições, envolvendo categorias diferentes de produtos oferecidos ao público. Veja abaixo as categorias de produtos inerentes a cada fase:

  • Primeira fase: Eletrônicos e Eletrodomésticos; Ferramentas; Equipamentos de Iluminação; Veículos e Peças de Reposição; Máquinas; Hardware e Ferramentas; Materiais de Construção; Produtos Químicos; Recursos Energéticos (Exemplos: televisores, celulares, computadores, refrigeradores, lâmpadas, sensores, ferramentas manuais, bicicletas, máquinas agrícolas etc). Interessante para quem quer investir na vida profissional ou tem apego à tecnologia. Ocorreu de 15 a 19 de Outubro de 2017.
  • Segunda fase: Bens de Consumo; Presentes; Decoração (Exemplos: utensílios de cozinha, cosméticos e acessórios, produtos para animais domésticos, brinquedos, decorações de festas etc). É interessante para o público feminino. Ocorrerá de 23 a 27 de Outubro de 2017.
  • Terceira fase: Têxteis e Vestuário; Sapatos; Materiais de Escritório, Cases, Bolsas e Produtos de Recreação; Medicamentos; Dispositivos Médicos e Produtos de Saúde; Alimentos (Exemplos: blusas, pijamas, acessórios, tapetes, cobertores, sapatos esportivos, canetas, tesouras, cases de couro, bolas, skates, utensílios de pesca, remédios, instrumentos cirúrgicos, bebidas, produtos agrícolas, embalagens alimentícias etc). Essa última fase encerra o evento vendendo produtos mais simples, embora não menos úteis que os que são proporcionados pelas outras duas fases. Além disso, entre as opções da fase, os alimentos têm destaque, pois possibilitam que o público faça um bom banquete para se despedir da feira. Ocorrerá de 31 de Outubro a 04 de Novembro de 2017.

Ainda dá tempo de participar da segunda e da terceira fase. Este post fornece dicas para que você, empreendedor internacional, possa participar da Feira de Cantão (ou Canton Fair) da melhor forma possível. Não fique de fora!

 

A capital chinesa é imperdível durante o outono

Pequim (Beijing) é a capital do país mais populoso do mundo, a República Popular da China. Com uma população de 21,5 milhões de pessoas, é a segunda maior cidade do país, depois de Shanghai. Beijing é o centro político do país, pois conta com edifícios oficiais e áreas de embaixadas que dominam a cidade. Beijing é também o centro histórico e cultural da China, com muitos edifícios históricos e locais.

 

outono chinês
O Estádio Nacional de Pequim

 

Por se tratar da cidade mais importante da China, em Pequim estão os pontos turísticos mais famosos e visitados do país. Os destaques são: a Cidade Proibida (O palácio imperial da China desde a Dinastia Ming até o fim da Dinastia Qing, que hoje é um “palácio museu”); o Templo do Céu; e A Grande Muralha da China. Vale a pena aproveitar o agradável outubro chinês para visitar esses três lugares cheios de valor histórico. E, para conhecer mais destinos turísticos em Pequim, leia este artigo.

Pequim tem um clima continental influenciado pela monção, com verões quentes e úmidos e invernos frios e secos. A melhor época para visitar o país, assim, é em setembro e em outubro, durante o chamado “Outono de Ouro” (金秋).

A primavera é a estação das tempestades e do clima árido, o que pode ser, por um lado, fator que embeleza as paisagens e, por outro, um fator limitante da locomoção dos turistas; o verão pode ser muito quente, as temperaturas podem ficar acima de 35 ° C e as multidões de turistas tendem a ser maiores também, somando o calor do clima em si com um calor humano causado pela lotação de pessoas em todos os ambientes; e o inverno, que é frio e seco, ao suceder o outono, proporciona, entretanto, uma bela vista da neve por toda parte, uma vez que as temperaturas podem cair para -10 ° C. Desse modo, pode-se concluir que, de fato, as melhores estações do ano para visitar a China são mesmo a primavera e o outono, embora o segundo, isto é, a presente estação, seja superior.

 

Variação de temperaturas ao longo do ano
O outono dura de setembro até dezembro. Fonte: Cabostral

 

Xangai: o clima mais agradável do outono chinês

Caso você queira continuar na China após aproveitar a Feira de Cantão, ou simplesmente queira aproveitar um clima agradável, para evitar calor ou frio intensos, a cidade mais adequada para te receber durante o outono chinês é a maior do país: Xangai (Shanghai). Entre as três principais cidades da China – Pequim, Xangai e Cantão -, Xangai é a que pode proporcionar as melhores sensações de conforto e frescor para os viajantes do Ocidente, por ter o melhor clima durante o outono chinês. Além disso, por constituir-se como uma das maiores áreas metropolitanas do mundo, abrigando 24 milhões de habitantes, a cidade garante grande agitação para os turistas.

 

outono chinês

 

Desde a segunda metade do século XIX, graças à localização favorável do seu porto e à vigência do Tratado de Nanquim – que encerrou a Guerra do Ópio -, até a primeira parte do século XX, Xangai foi o maior centro comercial internacional instalado na China, garantindo grandes relações mercantis entre o Oriente e o Ocidente, o que transformou o que antes era uma vila em uma grande cidade, que, consequentemente, adquiriu um aspecto cosmopolita, devido às constantes presenças estrangeiras.

Porém, em 1949, esse período foi interrompido pela política maoista que marcou a Revolução Chinesa, a qual trouxe políticas econômicas protecionistas para todo o país, fechando os portos e impedindo relações comerciais com países capitalistas. E, por fim, em 1990, com as reformas liberais de abertura econômica promovidas por Deng Xiaoping, a cidade voltou a ser aberta para o exterior, recebeu fortes investimentos e se tornou o maior porto de cargas do mundo e o maior centro comercial e financeiro na China continental. Isso traz consequências culturais: pelo seu caráter globalizado, é comum, portanto, que haja aspectos ocidentais em Xangai.

Xangai é dividida pelo rio Huan Pu. De um lado fica Pudong, a parte mais moderna – onde tudo que foi construído existe há no máximo 30 anos -, e do outro, Puxi, onde a Xangai antiga sobrevive. É possível passear de barco para ver os dois lados da cidade e o forte contraste entre o antigo e o novo.

Em Pudong os destaques são a Torre Pérola Oriental e os “três irmãos”: Jin Mao Tower (décimo primeiro arranho-céu mais alto do mundo), Shanghai Financial Center (Centro Financeiro de Xangai – quarto edifício mais alto do mundo) e Shanghai Tower (Torre de Xangai – O segundo edifício mais alto do mundo). Pudong também apresenta alguns parques, como o Century Park, o Science and Technology Museum e o EXPO Site. Enquanto isso, Puxi conserva o antigo e dispõe das atrações tradicionais. Em Puxi pode-se visitar a People Square, o Bund, o Museu de Xangai, o Yu Garen, o French Concession, o Jin’an Temple e a Nanjing Road (o paraíso das grifes).

 

Variação de temperatura ao longo do ano em Xangai.
O outono dura de setembro até dezembro. Fonte: Cabostral

 

Outros pontos turísticos para visitar durante o outono chinês

Para além das três cidades principais do país, favorecidas por motivos particulares nesta época do ano, há também diversos locais alternativos, admiráveis e exóticos para quem quiser se afastar dos grandes centros urbanos. Segue uma lista de locais para esse público:

  1. Monte Niubei: é uma bacia hidrográfica dos rios Qingyi e Dadu, afluentes do rio Yangtzé, o maior rio da China e, por isso, possui paisagens espetaculares. O monte é considerado o melhor “mirante” do país e um lugar ideal para se tirar belas fotografia da China.
  2. Pantanal do Mar Vermelho: o pantanal chinês é coberto por um tipo de alga que começa a se tornar vermelha no outono de cada ano.
  3. Ejin: é famosa pelas árvores do tipo “choupo dourado” e pelo céu azul no outono.
  4. Argun:  o outono é a estação mais bonita em Argun; essa cidade ao oeste da Grande Montanha Khingan é famosa pelas suas lindas paisagens naturais e pela variedade cultural.
  5. Daocheng: é considerado pelos turistas internacionais como a última porção de terra virgem, por causa das suas paisagens maravilhosas intocadas.
  6. Jiuzhaigou: considerado um “mundo de conto de fadas”; tem lagos, montes, cataratas e florestas originais e misteriosas, além de diversas espécies de animais raros.
  7. Lago Kanas: é considerado o “lago mais bonito da China”; formado durante o Quaternário do período de glaciação, o lago também tem vários tipos raros de peixes de água doce.
  8. Lago Qinghai: é o maior lago interior da China e o maior de água salgada do país.
  9. Distrito Yixian: tem várias estruturas arquitetônicas antigas feitas de madeira; são patrimônios culturais da humanidade e representam a cultura e a história do distrito.
  10. Guilin: é um destino turístico obrigatório; há vilarejos tranquilos, lavouras, bosques e casas de pescadores, compondo em seu conjunto uma pintura de um cotidiano bucólico.

 

O que achou dos pontos turísticos do outono chinês? Certamente você se interessou, então providencie já o seu visto para a China e vá se divertir! Aproveite enquanto o tempo está bom! E lembre-se: o processo de obtenção de vistos para a China foi facilitado para os brasileiros.

Gostou deste conteúdo? Continue conosco também no Facebook!

 

Por Rafael Queiroz

Fontes: China na Minha Vida, Brasileiras pelo Mundo, Cabostral, China Link Trading, Chinatur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *