Na última quinta-feira, dia 30 de novembro, há exatamente uma semana, o Senado Federal aprovou o texto do acordo, feito entre o governo brasileiro e os Emirados Árabes Unidos, que determina isenção de vistos entre os dois países (PDS 215/2017). Com a aprovação, as viagens entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos (EAU) podem ficar menos burocráticas.

 

emirados árabes unidos

 

Acordo entre Brasil e Emirados Árabes Unidos

Segundo o acordo, ficam liberados a entrada, a saída e o trânsito dos cidadãos dos dois países por até 90 dias a cada ano, sem a necessidade de documento, tanto em viagens a negócio, quanto a turismo. A medida foi firmada em março de 2017 pelo Ministro de Negócios Estrangeiros dos EAU, Xeique Abdullah Bin Sultan Al Nahyan, em visita ao Itamaraty.

 

emirados árabes unidos

 

De acordo com o Ministro do Turismo do Brasil, Marx Beltrão, “Quando houve uma reunião no Ministério do Turismo com a embaixadora dos Emirados Árabes Unidos, Hafsa Al Ulama, ela elogiou atrativos do Brasil e se dispôs a promover nossos destinos. Ou seja, a ratificação do acordo permite não só que os países estreitem relações comerciais, como também favorece a atração de árabes aos destinos nacionais. Reduzir a burocracia de vistos é uma forma de incentivar a vinda de turistas”.

 

emirados árabes unidos

 

Assim, o acordo fomentará o turismo nacional e a visita dos cidadãos dos EAU ao Brasil. Além disso, o acordo irá beneficiar não apenas brasileiros que desejam visitar destinos importantes, tanto comercialmente quanto turisticamente, nos Emirados Árabes Unidos, como, por exemplo, Dubai e Abu Dhabi, mas também àqueles que transitam nos aeroportos do país, com destino a outras nações. Em abril deste ano, o país ainda inaugurou um escritório da Câmara de Comércio de Dubai em São Paulo (SP), o oitavo do tipo no mundo, fortalecendo ainda mais os laços com o Brasil.

Quer saber mais sobre vistos? Fique ligado no nosso blog e continue conosco também no Facebook!

 

Por Ana Yamashita

Fontes: InfoMoney; Comex do Brasil; Ministério do Turismo; Exame; Senado Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *